Como é feito o exame de mamografia digital?

Arquivo em: Mamografia Digital — Clínica da Mama @ 2:38 pm novembro 13, 2017

Como é feito a mamografia digital

Somente cerca de 10% dos casos de câncer de mama estão relacionados à origem genética. Todos os outros casos possuem razões diversas, muitas vezes advindas de fatores como estilo de vida e fatores ambientais. Logo, o câncer de mama pode ser prevenido.

O autoexame da mama deve ser realizado mensalmente, pelo menos uma semana após o período menstrual. Ele é capaz de detectar se há alguma alteração, como um nódulo nos seios ou axilas. É importante observar se há alguma retração da pele ou do mamilo, inchaços, assimetria, avermelhamento, secreção com sangue e gânglios que surgem nas axilas. Para realizá-lo, a mulher precisa estar em pé em frente ao espelho e depois, deitada.

Mas o exame mais importante quando falamos sobre câncer de mama é a mamografia.

O que é a mamografia?

Esse exame de diagnóstico por imagem é feito pelo mamógrafo, um aparelho de raio-x. A mulher é posicionada em pé próxima ao equipamento e suas mamas são, uma a uma, comprimidas pelo mamógrafo, horizontal e verticalmente. As imagens produzidas são de alta qualidade e resolução e são usadas para o estudo de todos os detalhes do tecido mamário da paciente. Ele é essencial para detectar nódulos, lesões ou cistos e diagnosticar o câncer de mama ainda no começo, logo no estágio inicial, em que as chances de cura são muito grandes e chegam a 95%.

A primeira mamografia costuma ser feita aos 35 anos e a partir dos 40 é preciso realizá-la anualmente, principalmente para quem se enquadra nos fatores de risco.

Há dois tipos de mamografia:

A convencional é feita com um filme processado após a exposição da mama ao raio-x e precisa de cuidados especiais no armazenamento para que o conteúdo não sofra alterações e o exame não tenha que ser feito novamente.

Este exame não é tão preciso para mulheres com seios muito firmes ou grandes, pois há vezes que não consegue detectar nódulos malignos. Para este grupo de mulheres, a mamografia digital é mais indicada.

Já na mamografia digital, a mulher coloca a mama no aparelho, que fará uma ligeira pressão. Ela transforma o raio-x em um sinal elétrico e o transfere digitalmente para o computador – seu resultado é ainda mais confiável do que o método convencional, pois não há possibilidades de alterações na imagem com o manuseio do exame. Além disto, o radiologista tem a liberdade de ajustar e editar melhor essa imagem computadorizada de acordo com as necessidades do médico da paciente.

A resolução das imagens geradas na mamografia digital é alta e possibilita a observação do tecido mamário em seus pequenos detalhes. O exame é mais rápido do que a mamografia convencional e causa menor desconforto, principalmente para as mulheres que possuem os seios maiores.

Normalmente não há uma preparação especial para a mamografia digital. Evite usar cremes, talco ou desodorante na mama e axilas, para não interferir no resultado dos exames. Agendar a mamografia para depois da menstruação também é uma medida que auxilia na efetividade do procedimento.



MARQUE SUA CONSULTA / EXAME
 

(61) 3213 6625


Para Agendar Consultas, Exames e Procedimentos.

FALE CONOSCO


Quem Somos . Serviços . Nossos Médicos . Convênios . Contato . Notícias

Responsavel tecnico: Dr. Joao Bosco Batista de Lucena (CRM.DF 6652)
CLÍNICA DA MAMA | Unidade Asa Sul • Centro Clínico Sul 716| Unidade Asa Norte, W3 516 • Ed. Carlton Center | Unidade Taguatinga • Edifício Pátio Capital | Call Center (61) 3213 6625